Navigation

Aromaterapia

FRAGRÂNCIAS QUE FAZEM BEM

As essências aromáticas podem ser utilizadas para criar uma sensação de bem-estar e conferir à vida uma nova componente estética. Saiba de que forma a aromaterapia pode reforçar as capacidades auto curativas inatas do nosso organismo.
A aromaterapia não se trata de uma simples terapia alternativa que se acrescenta ao rol das já existentes. Inversamente ao que se passa com a homeopatia ou a acupuntura que têm um carácter mais clínico, o potencial curativo dos aromas e fragrâncias resulta da sua capacidade para induzir à descontração e de, simultaneamente, criar uma sensação de prazer.

A prática da aromaterapia destina-se mais à prevenção das grandes doenças e ao tratamento sintomático de pequenos problemas. A base desta terapia é a massagem com óleos e aromas essenciais, cujos principais efeitos são a boa disposição e o bem-estar generalizado.


MODO DE ATUAÇÃO DA AROMATERAPIA

A utilização dos aromas pode ajudar a aumentar exponencialmente a nossa vitalidade, mas para isso é importante que ela faça parte de um regime holístico de saúde. Queremos dizer com isto que é necessário olhar para além dos sintomas e procurar primeiro as suas causas, seguindo um método de prevenção.

Embora os efeitos das essências naturais na mente e no corpo sejam facilmente comprovados pela ciência, é um facto que a dimensão espiritual também pesa. De qualquer das formas as vias tangíveis são as mais evidentes.

A pele é uma superfície permeável que absorve os óleos essenciais, permitindo que eles se infiltrem nos finos capilares sanguíneos que existem à superfície do organismo, passando daí para a circulação sanguínea, para a linfa ou para o líquido intersticial (que é o líquido que rodeia todas as células do nosso corpo).

Desse modo, os óleos chegam a todas as partes do nosso corpo e, se a pele for saudável, bastam poucos minutos para que as moléculas oleosas sejam absorvidas, mas é preciso mais tempo se a pele estiver congestionada ou se o indivíduo for muito gordo. É preciso ressalvar a situação em que a pele está transpirada, pois nessas circunstâncias não absorve o óleo.

As pessoas cuja pele está congestionada ganham mais se optarem por tomar banhos aromáticos (desde que não sejam excessivamente quentes) e pelas massagens gerais.

Existem outros benefícios da aromaterapia. Os pulmões, por exemplo, podem absorver os odores e, a partir daí, produzir efeitos positivos no resto do corpo. Quando inaladas, as moléculas aromáticas dos óleos essenciais entram nos pulmões e, nessa região, inflitram-se nos finíssimos capilares que envolvem as vesículas pulmonares. A partir daí passam para os vasos sanguíneos, que as conduzem a todos os tecidos do organismo onde, em seguida, exercem os seus efeitos terapêuticos.