• PROPAGANDAD CROMO VET

    Curso de Cromoterapia Veterinária

    Esta terapia tem vindo a popularizar-se entre os ocidentais e cada vez mais pessoas lhe recorrem e reconhecem capacidades curativas, mas não se trata de uma prática exclusiva dos seres humanos. A Cromo baseia-se na ideia de que a energia da vida flui através de todos os seres vivos e, claro, também através dos nossos amigos animais que são os primeiros a reconhecer e a apreciar instintivamente as suas capacidades curativas.

    Costumam, inclusive, responder mais rapidamente a esta terapia do que as pessoas, pois não possuem os bloqueios intelectuais que podem dificultar o fluir da energia e desse modo, os resultados positivos são geralmente alcançados num período de tempo relativamente mais curto.

  • CROMO estética

    Curso de Cromoterapia Estética

    A cromoterapia, como Terapia Complementar e Natural, tem muito o que colaborar nesta área, pela grande interação entre as CORES e a COSMETOLOGIA desenvolvida para “atacar” as patologias, principalmente aquelas que provocam o “envelhecimento” celular. Nos tratamentos estéticos, a luz colorida pode ser aplicada como emoliente e cicatrizante após a aplicação de produtos específicos. Além disso, permite que o produto utilizado penetre melhor na pele, facilitando ainda a extração das impurezas.

  • agua-cromatizada

    Curso de Água Cromatizada

    Cada parte do nosso corpo está estritamente relacionada com as cores do espectro, portanto, dependendo da moléstia, necessitamos tratar essa parte com sua cor vibracional correspondente. Tomar a água cromatizada é uma maneira prática e fácil para se obterem os benefícios da cromoterapia.

    Facilitador: Luiz Fernando Reis.

    Data: 30-maio-2015

    Hora: 14h às 18h

    Valor: R$ 60,00

    Vagas limitadas

    Inscrições pelo site www.etcor.com.br ou pelo telefone (15) 3017-2266

    Sujeito à alteração de data.
    Mínimo de 10 alunos.

  • solidaria

    Projeto Cromoterapia Solidária

    O terapeuta Luiz Fernando Reis, em conjunto com outros terapeutas voluntários, oferece sessões gratuitas de cromoterapia duas vezes por semana em horários e locais diferentes.

    Na rua Floriano Peixoto, 235, na Vila Carvalho, o atendimento é feito às segundas-feiras, das 14h às 20h.
    Às quartas-feiras, das 14h às 21h o atendimento gratuito é feito na rua Rubino de Oliveira, 113, também na Vila Carvalho.

    No rua Sônia Maria Martinez Dias, 150, Central Parque, o atendimento do Plêiades é realizado às segundas-feiras a partir das 19h e nas sextas-feiras das 14h às 19h.

    Informações pelos telefones (15) 3017.2266 | 9769.5172

    cromo solidária

  • pets-1024x885

    Cromoterapia nos Animais

    Esta terapia tem vindo a popularizar-se entre os ocidentais e cada vez mais pessoas lhe recorrem e reconhecem capacidades curativas, mas não se trata de uma prática exclusiva dos seres humanos. A Cromo baseia-se na ideia de que a energia da vida flui através de todos os seres vivos e, claro, também através dos nossos amigos animais que são os primeiros a reconhecer e a apreciar instintivamente as suas capacidades curativas. Costumam, inclusive, responder mais rapidamente a esta terapia do que as pessoas, pois não possuem os bloqueios intelectuais que podem dificultar o fluir da energia e desse modo, os resultados positivos são geralmente alcançados num período de tempo relativamente mais curto.

    cromoterapia - veterinaria (1)Informam os praticantes que quando o nível de energia vital do animal é alto, ele será saudável, equilibrado, mais relaxado e menos propenso a adoecer, quando é baixo, ele será mais facilmente afetado pelo stress e menos resistente às doenças.

    Instintivamente, os animais reconhecem e apreciam as capacidades curativas da cor.

    Trata-se de uma eficaz terapia complementar às medicinas convencional e chinesa, fitoterapia, homeopatia,cromoterapia ou outras formas de tratamento e quando usada em simultâneo com tratamentos veterinários, acelera os processos de cicatrização, alivia as dores e ajuda gradualmente a melhorar a qualidade de vida do animal. É também bastante eficaz a reduzir os efeitos colaterais de outros tratamentos como a quimioterapia e, particularmente, em animais mais velhos ajuda a reduzir significativamente as dores provocadas pela artrite.

    cromoterapia - veterinaria (4)Mas não só os nossos amigos doentes podem beneficiar com uma terapia de Cores. Esta prática de canalização energética ajuda a manter o estado de saúde no seu auge, fortalecendo o sistema imunitário, aliviando a tensão muscular e promovendo o equilíbrio emocional, bem como o bem-estar em geral do seu animal de estimação.

    Alguns dos nossos amigos são mais rebeldes ou apresentam mesmo sérios distúrbios de comportamento e estes, usualmente, são causados por excesso de stress ou traumas adquiridos ao longo da vida. A cromoterapia tem um efeito calmante sobre o animal e favorece a receptividade à formação e modificação dos comportamentos. É, por exemplo, extremamente benéfico para os animais com um histórico de abuso ou que sofreram uma perda marcante, pois o toque suave das mãos e da energia podem ajudá-lo a restaurar a confiança nas pessoas e nos outros animais.cromoterapia - veterinaria (1)

    Qualquer das técnicas aplicada nas pessoas pode ser igualmente aplicada nos animais, dependendo do tipo de doença ou personalidade do nosso amigo. Os animais são mais sensíveis à energia do que as pessoas e, conforme foi mencionado acima, compreendem rapidamente o seu potencial de cura, contudo, numa primeira abordagem, e sobretudo se o terapeuta não for o dono ou alguém por quem o animal nutra confiança, é aconselhado pelos praticantes, iniciar-se a sessão sem tocar diretamente no animal.
    cromoterapia - veterinaria (2)

    O ETCOR promove cursos de Cromoterapia Veterinária. Confira as próximas datas e INSCREVA-SE

  • in_living_color

    Cromoterapia nas Plantas

    Ninguém duvida que as cores exerçam uma influência específica, cada uma a seu modo, nas pessoas, nos animais e até mesmo nas plantas. Existem estudiosos que admitem uma espécie de campo vibratório emitido por cada uma das cores e suas tonalidades. Esse campo determinaria a sua influência através da modificação do padrão vibratório molecular do campo energético do ser vivo. Isso explicaria o fato de a cor influenciar e modificar até pessoas com olhos vendados, sem contato visual com o padrão colorido. Os animais e plantas estariam na mesma situação.

    A SENSIBILIDADE NAS PLANTAS

    imagens (5)Experiências interessantes já mostraram a sensibilidade das plantas aos sons e às cores. Elas crescem e vivem melhor em contato com músicas suaves e cores claras ou levemente estimulantes. Por outro lado, as plantas denotam sofrimento, crescimento retardado e até mesmo morrem com músicas agitadas, dissonantes, e com cores escuras, agressivas e artificiais (vermelho muito ativo, cores metálicas e psicodélicas). Algumas plantas, no entanto como as daninhas e venenosas, costumam adaptar-se bem às cores mais agressivas e estimulantes

    Mas não é necessário ver a cor para que ela atue sobre nós. As cores tem esse poder sobre nosso organismo devido ao comprimento de onda que estimula diferentes pontos cerebrais desencadeando uma ampla gama de respostas orgânicas, independente se em pessoas, animais ou plantas.

    Sabe-se de experimentos feitos com plantas onde foram colocadas no local de plantio luzes de diversas cores e a cada uma as plantas respondiam de maneira diversa. Percebeu-se, por exemplo, que as plantas crescem muito mais sob a cor azul do que a própria cor verde!

    flor

    ​O ser vivente não é composto, apenas, pelo corpo físico, pois já foi constatado, através da bioeletrografia, que existe um campo eletromagnético que envolve o corpo. Esse campo foi chamado, durante muito tempo, de “aura”, por escolas místicas.

    Atualmente, é campo psicobioeletroenergético, ou campo bioplasmático, ou bioeletrografia.

    O nosso planeta é sustentado pela poderosa energia da luz solar. Através da fotossíntese (isto é, usando a luz solar), bilhões de plantas convertem o gás carbônico emitido pela respiração dos homens e dos outros animais em oxigênio. Se a luz do sol desaparecesse, o oxigênio deixaria de ser naturalmente renovado e o homem e todos os outros animais seriam extintos.

    ​A maioria das plantas possui um pigmento que as tomam verdes ao olho humano.

    Isto revela que é possível produzir materiais com determinadas cores, a partir de substâncias naturais ou produzidas pelo homem.

    esquema-fotossintese

  • sala

    Cromoterapia Ambiental

    A Cromoterapia baseada na harmonia do ambiente, verifica o padrão de cada ambiente e habitantes onde o uso das cores contribuirá para a harmonização e bem-estar das pessoas, eliminando anomalias como:  Estresse, tensão, discussão, insônia, depressão, dificuldade de assimilação, hiperatividade, etc. O uso da cor em ambientes onde as pessoas vivem e trabalham.

    Cromo decoradores especialistas em meio ambiente são muito sensíveis para as instalações no momento de escolher a cor certa pelo uso de cada sala.

    circulo cromatico

    Cores quentes e cores frias consideradas opostas ou complementares.

    • Amarelo e azul ultramarino
    • Laranja e turquesa
    • Vermelho e verde esmeralda
    • Roxo e verde das plantas

    O efeito de cores diferentes que contrastam nos ambientes, assim, o amarelo se torna mais intenso quando colocado próximo ao azul.

    O uso de iluminação é importante. Considere a luz natural recebida por cada espaço e o uso de iluminação artificial pode melhorar as cores de cada quarto. Corredores, melhor em cores quentes.

     COZINHA

    Cores misturando cores quentes com friso. O uso do branco nas paredes tão comum na cozinha pretendem evocar ordem e limpeza.

    Se as paredes estão em um tom neutro, os móveis podem ter tons pastel, amarelo, verde, azul. Não é aconselhável utilizar azulejos brancos, vermelho ou preto e branco, essas cores podem induzir a fadiga ocular .

    azul

    vermelho casa

    O QUARTO , A SALA DE JANTAR

    Ele combina tons quentes, com tons frios. Se as paredes são de tom quente (pêssego, salmão, amarelo, laranja), o mobiliário pode ser em preto e branco, azul claro, verde claro, cinza.

    verde casa

    Se as paredes são de cores frias, verde, azul, violeta, estofos, cortinas em tons quentes. Natural de madeira, teca, ferro, vidro ou neutro para ser combinado com qualquer cor na parede.

    violeta lilas

    Quartos cores frias são as melhores, em tons suaves e harmônicas que induzem o relaxamento, gama de azuis, verdes, violetas, branco com tons de cinza são mais adequados para os quartos.

    Ele leva em conta o tipo de personalidade, se você é uma pessoa nervosa, que é sempre acelerado os tons cool, pálido contribuir para uma maior sensação de relaxamento. Se você é uma pessoa com tendência à melancolia vermelhos, laranjas e amarelo brilhante, contribuem para dar uma maior sensação de vitalidade.

    ​NO BANHEIRO

    Se o piso e as paredes têm a mesma cor pode ser jogado com elementos de outra cor para quebrar a uniformidade como cortinas. Se o solo é escuro portas podem ser amarelas. Se o solo é escuro e saúde muito claro que haverá um maior contraste. Se o banheiro é pequeno para conseguir a uniformidade com a mesma cor no chão e as paredes e os banheiros em um tom neutro.

    laranja casa

    marrom

    Ao escolher uma cor para ter em conta a quantidade de luz recebida pelo quarto e se natural ou artificial. Em uma sala bem iluminada você pode usar cores mais vivas como o amarelo ou o vermelho como eles se qualificam para receber a cor brilhante. Se em um quarto sem luz natural, basta colocar um vermelho, você vai ver a cor diferente, mais vivas.

  • equilibrio

    Equilíbrio por meio da Energia das Cores

    Desde o Egito Antigo, as cores e as sensações que elas transmitem são utilizadas para promover o equilíbrio mental, emocional, físico e para acelerar processos de cura. No lugar dos bastões cromáticos utilizados pelos técnicos da cromoterapia, os antigos se faziam valer de flores e pedras preciosas para atingir os objetivos que visam conquistar com a ajuda do colorido trazido pela natureza. Esse conhecimento terapêutico das cores surgiu de muita sensibilidade, estudo, observação e prática. Atualmente, outros métodos para melhorar a saúde e o estado emocional foram desenvolvidos, o que permite que qualquer pessoa usufrua, de maneira bem simples, os benefícios que cada cor representa.

    Luiz Fernando Reis, que há 16 anos atua como cromoterapeuta em Sorocaba, explica que a técnica da cromoterapia é auxiliar em vários tratamentos médicos e psicológicos. “Não pode ser o único tratamento em casos de doenças, mas acelera processos porque atua também no emocional e no mental. Aliás, o equilíbrio emocional é o primeiro resultado perceptível depois de algumas sessões de terapia. Só de colocar para fora os sentimentos, a pessoa já melhora”. O terapeuta diz isso porque as aplicações são definidas após uma anamnese com a pessoa que vai passar pelos banhos de luz. “Nessa entrevista, ela conta tudo o que acontece com ela para que o terapeuta possa identificar o tratamento adequado, as cores a serem trabalhadas. Medições de energia do paciente também são feitas”, lembra ele. A aplicação em si leva cerca de 20 minutos e consiste em banhar de luz, por meio de bastões cromáticos – um pequeno aparelho que imite luzes coloridas – nos oito principais chakras do corpo humano, ligados aos plexos, glândulas e órgãos. Uma sessão por semana pode ser o suficiente para promover o equilíbrio e conforme esse vai se estabelecendo, as sessões vão se espaçando, tornando-se quinzenais e até mensais.

    Água com energias das cores
    A cromoterapia a partir dos bastões cromáticos, por seu poder de acelerar processos de cura, está sendo utilizada também em animais e em clínicas estéticas, informa Luiz Fernando. “São os banhos cromáticos para intensificar os princípios ativos de produtos aplicados em pelo e cabelo”. Além disso, o terapeuta avisa que o poder de cura e equilíbrio das cores pode ser extraído também dos alimentos, quando se ingere alimentos coloridos, escolhidos a partir de cada grupo de cor, pois contém determinados nutrientes, em acordo com necessidades específicas. Outra forma de ser beneficiado pela luz são os próprios banhos de sol, como lembra Luiz Fernando. “Os banhos de sol reforçam os ossos e ajudam no bem estar, contribuindo para a diminuição dos sentimentos depressivos, por exemplo”.

    Para quem pretende usar no dia-a-dia o poder das cores, o terapeuta ensina uma técnica bem simples de aproveitar energia solar e cores, chamada de água solarizada. “Basta colocar água filtrada em recipiente transparente e cobrir esse mesmo recipiente com celofane colorido. Deixe alguns minutos no sol. Isso permite que a energia da cor se transfira para a água”, orienta ele. Luiz Fernando dá algumas dicas: “o azul é relaxante, o amarelo é fortificante dos ossos, o laranja complementa a calcificação. O verde é anti-inflamatório, ativa a circulação, mas por ser vasodilatador não é aconselhável para hipertensos. Vermelho é ligado a tratamentos intensos de cura, como contra tumores, e não é indicado utilizar essa cor nesse processo de água solarizada”, ele orienta.

    Matéria Publicada no Jornal Cruzeiro do Sul